Israel, Cícero e Aparecido (Barbosa dos Santos)

postado em 12 de abr. de 2011 11:18 por Desaparecidos do Brasil   [ atualizado em por DESAPARECIDOS DO BRASIL ]
ANO do desaparecimento - 1977
 
CASO ENCERRADO - Setembro/22

Há cerca de onze anos, em 2011, eu recebia no meu e-mail uma mensagem da Neide Mary com informações sobre o desaparecimento de seus priminhos. Neide reside no RN e naquela época a comunicação não tinha as facilidades de hoje.

Ela escreveu: "Minha tia sofre de distúrbios e, às vezes, tem surtos psicóticos. Ela morava em Guarulhos, SP. Um dia ela saiu com seus três filhos pequenos e só lembra que parou no Bairro do Brás. Ela foi encontrada, tempos depois pela família internada em um hospital. Ninguém sabia das crianças.

Neide me mandou apenas essas duas fotos porque o mais novinho, na época (dessas fotos) ainda não era nascido.

"Gostaria muito de dar esse presente para minha tia que tem sofrido e se culpado pela perda".

Ela me passou o nome dos pequenos e dos seus pais, junto com essas poucas informações, que publiquei no site. Foram feitas buscas na época, mas os dados eram poucos, já haviam transcorrido quase 35 anos desde a ocorrência e o nome da mãe com centenas de homônimos.

Há poucos dias (setembro de 2022), uma moça me chama no Instagram bastante agitada.

A história que segue é incrivelmente linda, embora seja muito triste. Nos faz pensar, refletir, sobretudo nos faz ter esperanças, que tudo vem a seu tempo. Especialmente às queridas mães que tanto buscam por seus filhos desaparecidos e todo o universo de jovens adotados, vítimas ou não do tráfico de pessoas, que ainda têm esperanças de encontrar suas mães biológicas.

Que a esperança esteja sempre presente, pois é dado a Deus, o controle do ‘’tempo’’.

Voltando à moça que me chamou no Instagram, o marido dela, semana passada encontrou um documento antigo, no qual constavam algumas informações que o deixaram surpreso. Lendo aquele papel envelhecido ficou paralisado com o que via! Naquela folha amarelada, constava o nome dos seus pais, de uma criança e mãe da criança.  Era um Termo de Guarda, assinado por um juiz, autorizando a guarda de um menino aos seus pais. 

Cheio de dúvidas, se pôs a pesquisar, foi quando aqueles nomes o levaram até o meu site com aquela publicação de 2011.  Perplexo, tentava compreender o que aquelas crianças desaparecidas tinham a ver com tudo aquilo. O nome da mãe, e uma das crianças eram os mesmos daquele papel. Compreendeu, naquele momento que havia sido adotado e teria mais dois irmãos.  Ele e esposa, seguiram até o Cartório onde ele foi registrado com outro nome e outros pais. Lá, com um pouco de sorte, tudo veio à tona e na sequência descobriram que os outros dois meninos, cujos nomes estavam no site, também constavam como adotados e nomes diferentes.

Assim que a esposa me contou tudo isso, eu lhes passei as informações da Neide e naquela noite, tudo se esclareceu.  Falaram longamente com a Neide, que passou o contato da tia dela - no caso a mãe deles e souberam que eles têm outra irmã, mais velha, que guardava recordação daquele dia distante, quando eles se perderam. O pai já está falecido. Ela contou sobre a situação de pobreza em que eles viviam e problemas com a saúde da mãe.

Os irmãos já se encontraram, já se abraçaram e estão felizes pelo reencontro. Hoje eles têm entre 48 e 51 anos aproximadamente, estão todos muito bem. Por coincidência ou não, moram na mesma cidade. Não guardam lembranças do acontecido pois eram muito pequenos. Só um deles, já sabia que era adotado.

 Os detalhes, só a eles pertencem. Não desejam divulgação, pois implicaria na vida de outras pessoas.  Autorizam, contar a história assim resumida, para dar uma finalização no caso e deixam um agradecimento a todos que ajudaram.

 @Amanda.Boldeke

Emocione-se com outras histórias de sucesso ... Clique aqui!

Instagram: Amanda Boldeke

 



Israel Barbosa dos Santos
 
 
Cícero Barbosa dos Santos
 
 
Comments