Desabafo e revolta do Pai de Leandro Bossi

postado em 28 de jan de 2013 09:36 por DESAPARECIDOS DO BRASIL   [ 22 de nov de 2013 08:18 atualizado‎(s)‎ ]
"Pais, cuidem mais de seus filhos,
 porque a dor é muito grande."

Dezenove anos se passaram sem que a polícia descobrisse o paradeiro de Leandro Bossi, desaparecido em fevereiro de 1992

Se fosse para dar um conselho, o construtor civil João Bossi, pai de Leandro, teria apenas um:
 
"Que os pais cuidem mais dos seus filhos, porque a dor depois é muito grande." conta emocionado.

A família lamenta o desaparecimento o tempo todo, mas há duas datas muito críticas, a época de Natal e o aniversário de Leandro, dia 8 de fevereiro.

Emoção e Revolta.

João Bossi quer apenas uma coisa, a resposta sobre o desaparecimento do filho em 15 de fevereiro de 1992, em Guaratuba, litoral paranaense.

João Bossi Desaparecidos do Brasil
No dia que Leandro desapareceu, aos 7 anos de idade, ele saiu de casa e foi até o trabalho da mãe. Ela pediu para que o filho voltasse para casa e trocasse de roupa. Depois disso nunca mais foi visto.

" Eu quero uma resposta. Não veio nenhuma. Não veio ninguém, nem assistente social passou aqui. Só quero uma resposta do governo do Estado. Se está morto, onde! Se está vivo, onde, e por que desapareceu? O governo está mais preocupado em transferir presos de Matinhos e Guaratuba para Curitiba, Nós não temos ajuda de nada." , desabafa o pai.



Outros casos marcantes de crianças desaparecidas no Paraná.

 
O último caso de grande repercussão, não solucionado pelo Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas (Sicride) da Polícia Civil do Paraná, ocorreu em 2005 em Curitiba,  no desaparecimento da menina Vivian Florêncio, na época com três anos de idade. Ela sumiu junto com a mãe, Maria Emília Florêncio, cujo corpo (da mãe) foi encontrado cinco dias depois do desaparecimento, mas nunca houve qualquer pista do paradeiro da criança.

O caso mais recente, sem nenhuma solução até o momento, é o da menina Joseane Moraes de 9 anos, desaparecida em 3 de dezembro, em Cambé, norte do Paraná. A imagem dela continua sendo amplamente divulgada na mídia e internet.

Os casos  mais antigos, ocorridos nos anos 80 e 90 ficaram marcados na memória da sociedade. Foi quando houve o registro dos desaparecimentos de Ewerton de Lima Gonçalves, Guilherme Caramês Tiburtius e Leandro Bossi, ( fotos acima)  e muitos outros que não foram resolvidos até hoje.

Razões para os desaparecimentos

A delegada titular do Sicride, PR, Daniele de Oliveira Serigheli, explica as várias razões existentes para o desaparecimento de crianças. Uma delas é o sequestro, com várias finalidades. O estupro, ou ainda a venda de crianças no mercado internacional.     

"Normalmente são crianças negligenciadas, mais solitárias, com os pais nem sempre presentes", afirma a delegada.

A pessoa má intencionada em sequestrar uma criança, normalmente estuda a rotina dela e aproveita os momentos de distração para cometer o crime. De acordo com a delegada,  as crianças que vão para a escola sozinhas são alvos vulneráveis, visadas pelos sequestradores.

João Bossi lembra que a situação financeira dos pais, à vezes força as crianças a ficarem sozinhas.  "No litoral, as famílias precisam trabalhar muito nos três meses da temporada, com isso, as crianças ficam mais tempo sozinhas" avalia ele.

Solução de casos

O Sicride no Paraná, foi criado em 1996, desde então a maioria dos casos tem sido resolvidos. (dados noticiados no Paraná OnLine em 2/1/2012)

Entre janeiro e novembro de 2011, houve 63 registros de crianças desaparecidas no Estado. Em 2010, 75 casos, todos resolvidos. Em 2009, 46 casos, sendo um sem solução, o da menina Ariele Botelho, 2 anos, desaparecida em Lidianópolis, norte do Paraná.
 
PS:  Estatística referente aos casos notificados com Boletim de Ocorrência. 
 
 

Leandro Bossi Desaparecidos do BrasilFoto Sicride: Envelhecimento digital

 
<< Leandro Bossi - desaparecido em fevereiro de 1992


 Crianças Desaparecidas - Consulta

Facebook Twitter


Qualquer informação que possa levar ao paradeiro de LEANDRO BOSSI ou indicar qualquer pista sobre o caso, entre em contato com o DISK 100  / contatodesaparecidos@gmail.com



 
 
Comments