PATRÍCIA FRANCO

postado em 19 de jul de 2011 17:30 por DESAPARECIDOS DO BRASIL
 
 
Mistério envolve o desaparecimento da jovem  de 24 anos, a engenheira Patrícia A Franco.

 
Aprovar esta tag
 
Remover
Patrícia
 
A engenheira desapareceu na noite de 14 de junho de 2008, quando voltava de uma festa para sua casa na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. O carro de Patrícia caiu de uma ribanceira no Canal de Marapendi, na saída do Túnel do Joá, na Barra. A perícia encontrou marcas de tiro no carro.

“Há quase um ano esperamos uma resposta da polícia. Com o site esperamos receber informações que nos ajudem a saber o que aconteceu naquela noite. Queremos divulgar tudo o que já foi dito pela imprensa sobre o caso e mostrar que muito ainda precisa ser feito”, disse o irmão da vítima, Adryano Franco.
 
Adryano lembra que a família ainda espera que novas perícias sejam realizadas e aguarda a convocação dos policiais militares, que chegaram primeiro ao local onde o carro foi encontrado, para que estes prestem esclarecimentos sobre o caso.
"Está muito difícil para toda a família suportar essa situação. A gente quer saber o que aconteceu com a Patrícia. Temos muita esperança de que ela esteja viva, em algum lugar talvez presa num cativeiro”, disse o pai da engenheira"
 
 
A família e amigos realizaram uma caminhada pela Avenida Sernambetiba, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio na esperança de sensibilizar a população a colaborar com a polícia dando informações sobre o que aconteceu com Patrícia.
"Não é possível que ninguém tenha visto ou ao menos ouvido o carro descer a ribanceira e cair às margens do canal. No carro de Patrícia, a perícia encontrou perfurações por tiro e fragmentos de bala no interior e no motor do veículo."
 
"“A gente sabe que existe uma cultura entre as pessoas de cultura mediana de não se envolver com casos de polícia, de gente que teme represálias e vinganças por parte de quem é denunciado. Mas só teremos uma cidade menos violenta se o cidadão fizer o seu papel e colaborar com a polícia. Que procurem ao menos o Disque-Denúncia (2253-1177)”, apelou o delegado. ""

O caso ainda é um mistério para a polícia. O inquérito já tem mais de 400 páginas. De acordo com a polícia, no dia 14 de junho, quando a engenheira voltava de uma festa. O carro da engenheira apareceu dentro do mar, logo após o Túnel do Joá. No ponto, fica uma patrulha da Polícia Militar.

Os policiais que estavam na patrulha disseram que não encontraram ninguém dentro do veículo e um deles contou que jogou uma pedra no pára-brisa dianteiro para ver se havia alguém ao volante. Peritos descobriram pertences da vítima dentro d’água e também marcas de tiros no automóvel, além de manchas de sangue nos carros dos policiais que estiveram no local.
Comments