Shara Ruana Nascimento dos Reis (AM)

postado em 24 de nov. de 2012 14:26 por Amanda iab   [ atualizado em 13 de abr. de 2015 12:26 por DESAPARECIDOS DO BRASIL ]






SHARA
Shara Ruana Nascimento dos Reis
Nascimento - 2000
Desaparecimento: 28/11/2007
Manaus/AM
Delegacia Especializada de Proteção a Criança e ao Adolescente DEPCA
Foto direita com envelhecimento digital.



30/-4/2010
Alzenira Nascimento dos Reis, mãe de Shara Ruana
Os pais de Shara Ruana, Alzenira Nascimento dos Reis e Pedro Lourenço dos Reis, contaram aos deputados da CPI como foi o desaparecimento da menina. Shara, que hoje estaria com nove anos de idade, sumiu no dia 28 de outubro de 2007. Foi à padaria comprar pão e nunca mais foi vista. Apesar dos esforços da família, da polícia e outros órgãos envolvidos no caso, até hoje, nenhuma pista concreta foi encontrada. “Ainda espero a volta de Shara. Essa ferida está aberta dentro de mim. É uma dor que não desejo para mãe nenhuma. Eu nunca vou parar de esperar ela chegar. Aonde me mandarem ir atrás da minha filha, eu vou”, afirma emocionada Alzenira.


ATUALIZAÇÃO - 24/02/2015 

Sete histórias permanecem sem desfecho no inquérito policial de Amazonas na Depca. Um dos casos mais antigos e divulgados na mídia é do desaparecimento da menina Shara Ruana Reis. A criança desapareceu em 2007 quando saiu para comprar pão. Até hoje a investigação segue sem nenhum avanço.

De acordo com a delegada Linda Gláucia, no momento não existem mais linhas de investigação no caso de Shara e o que a polícia tem feito é aguardar novas denúncias. “No caso da Shara, todas as denúncias foram investigadas. Consultamos o aeroporto, os portos, mas recebemos muitos trotes e isso acaba dificultando as investigações. Têm algumas pessoas que responderam, inclusive, legalmente por essas falsas informações”, disse.

O último trote, segundo a delegada, dava uma pista falsa sobre o paradeiro da menina, que ela estaria em Boa Vista. “Investigamos e a denúncia era falsa, ela não foi para Boa Vista”, disse.

Apesar do tempo passado, Linda Gláucia garante que as investigações não são encerradas até que se tenha encontrado a vítima. (FONTE AMAZONAS 247)


ATUALIZAÇÃO - 16/07/2013
DEPOIMENTO:


Queridos amigos,
Meu interesse é divulgar uma vez mais o desaparecimento de Shara Ruana do Nascimento Reis nascida em 20/10/2000 e desaparecida misteriosamente da rua da sua casa quando foi a padaria num domingo dia 27/10/2007 pela manhã. É triste ficarmos a espera que algo aconteça de braços cruzados e infelizmente é isso que está acontecendo pelas autoridades responsáveis pelo caso. Quando chegamos para reclamar sempre nos dizem a mesma coisa: O processo dela está aqui em minha mesa, mas atitude e notícias NADA. Meu nome é Ritaclei e sou tia da Shara e não me conformo com esse silencio. Deus está no controle de tudo mas ele nos direciona quando buscamos, pedimos e batemos. Que deus envie o socorro para Shara onde quer que ela esteja alguém se levante para ajudá-la.
(VIA EMAIL)







HISTÓRICO:

Menina desapareceu em 2007, aos sete anos de idade, no bairro da Betânia, zona Sul de Manaus.

19/07/2010


A titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Linda Gláucia Moraes, vistoriou uma casa em uma vicinal do Ramal do Pau Rosa, no KM 21 da BR-174, seguindo novos indícios do paradeiro de Shara Ruana Nascimento dos Reis, desaparecida em 2007 aos sete anos de idade no bairro da Betânia. A ação ocorreu na manhã deste sábado (19), mas no local foi encontrado apenas um caseiro que informou que ali moram a dona da casa e suas duas filhas pequenas, que estavam fora.

“Vamos investigar a fundo esta situação nos próximos dias”, afirmou a delegada. A atividade deu continuidade às investigações iniciadas no dia anterior pela Polícia Militar, que recebeu uma denúncia anônima de uma senhora que, chorando, garantiu que a menina seria encontrada na vicinal e que estaria com um nome falso. A DPCA vai tentar identificar a denunciante para obter mais detalhes.

Outra linha de investigação, conforme explicou Linda Gláucia, é verificar junto à Escola Municipal Maria Isabel, nas proximidades da vicinal, se uma ex-aluna parecida com Shara, de acordo com uma professora que pediu para não ser identificada, é de fato ela. A professora explicou que há alguns anos – ela não soube especificar uma data – um casal que morava no local com uma criança com as mesmas características físicas foi obrigado pelo Conselho Tutelar Rural a devolvê-la aos supostos verdadeiros pais no Pará.

Um terceiro ponto a ser investigado, informou a delegada, é o nome da vicinal, pois o telefonema anônimo disse que era Ramal do Bananal, mas o único local com nome similar conhecido pelos moradores da área é o Ramal da Banana. O comboio, que tinha o apoio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), chegou a ir até um outro local supostamente com o nome de Bananal, mas não havia casas ali.

“Vamos verificar junto ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) se existe mesmo este Ramal do Bananal ou se o Ramal da Banana é, às vezes, identificado desta forma. A resposta pode levar a novas investigações”, destacou. O pai de Shara, Pedro Lourenço Reis, que trabalha como vigilante e ainda mora na Betânia com outros três filhos e um sobrinho, acompanhou os trabalhos por dois dias seguidos e disse esperar que esta denúncia não seja mais um trote.

“Desde que a minha filha desapareceu já recebemos uns 300 trotes que nos levaram a sair à procura dela, fora outros telefonemas aos quais não demos credibilidade. Até ao Pará eu já fui e percorri o interior também. Isso é algo terrível - estou preparado para que esse seja mais um trote, mas também tenho muita esperança de que vou encontrá-la mais cedo ou mais tarde”, afirmou. O pai lembrou que Shara Ruana, sua caçula, completará 10 anos em 22 de outubro.


Fonte: D24AM

Comments