Encontramos a Primeira Mãe


 Fotos e documentos publicados com autorização para Desaparecidos do Brasil.
© Reprodução permitida desde que citada a fonte e autor.

Por I.Amanda Boldeke - Janeiro de 2012 .


ATUALIZAÇÃO: 09/05/2013

Foi em Dezembro de 2011 que recebemos o primeiro e-mail de Miriam Aumann de Israel, na época ainda solteira, hoje já é casada e tem um lindo bebe, em que ela nos enviava seus documentos de adoção e fotos para localizarmos sua mãe biológica no Brasil.

Tivemos sorte ao encontrar  a mãe bio, Alair Machado em Bombinhas/SC conforme está descrito abaixo, porém os casos de adoção irregular, internacional que envolveram grandes quadrilhas de tráfico de bebês nos anos 80, deixaram um rastro de sofrimento, dor, traumas, remorsos, ódios e uma sensação de angústia muito grande tanto nas mães, cujos filhos foram levados para fora do país sem o seu conhecimento,  e nos filhos que cresceram cheios de traumas e inseguros:"Mãe, por que você me abandonou?" 

Desde o encontro da ALAIR em Janeiro de 2012, até a data de hoje, se passaram um ano e quatro meses, e nesse durante esse tempo não houve progresso na aproximação das duas, devido a esse abismo aberto durante os 26 anos, desde que Mirian foi levada com poucos dias de nascença para fora do Brasil pela quadrilha do tráfico de bebês.   Não se mediu esforços desde então, por parte de amigos e familiares da dona Alair, numa tentativa de aproximar as duas mas além dos traumas ainda havia  a barreira do idioma, da cultura e da religião. Dois povos totalmente diferentes, como fazer?  

Só o tempo... esse é o melhor remédio que cura todos os males da alma e do coração,  e o tempo foi passando e amolecendo os rancores. Hoje, o último passo que impedia  essa aproximação chegou ao final.

Em 09/5/2013, recebemos o resultado do Laboratório Genético, onde os exames de DNA finalmente tiraram toda e qualquer dúvida em relação a maternidade e com um resultado de 99,99% está comprovado que as duas são mãe e filha!!  


 Parabéns família!

Que este resultado, já  previsto, seja o 
início de uma nova vida para mãe e filha, um dia separadas
 pelo destino mas que a grandeza de Deus novamente uniu.

Que possam finalmente esquecer tudo que passou e recomeçar um novo
caminho de muita Paz, Amor, União e Harmonia.

São os votos meus e de toda equipe do Desaparecidos do Brasil

I.Amanda Boldeke





Aqui tudo começou, veja....

Onde estão nossas mães? - Primeira VITÓRIA -
Encontramos a primeira mãe da nossa enorme lista,  em Bombinhas/SC, cuja filha foi levada para Israel sem seu conhecimento e de quem ela nunca mais teve notícias. Hoje, janeiro de 2012, entregamos em suas mãos a foto da sua filhinha que mora em Israel. A comunicação entre as duas por enquanto terá a barreira do idioma pois Mirian, sua filha, não fala português, mas com certeza a linguagem do coração falará por elas.



Ela se chama Alair e faz parte da grande lista de mães que tiveram seus filhos levados para o exterior sem o seu conhecimento a 26 anos atrás.


Meses e meses de pesquisa, através da internet e em bibliotecas empoeiradas buscando pistas através de antigas publicações em jornais e
muitos telefonemas.

Finalmente, esta semana, a primeira esperança! E lá fomos eu e a amiga Isaura, representando nossas outras companheiras (os) do grupo ( Sandrinha, Cléo, Andréa, Mônica e Lior) e seguimos,  Isa saindo de Curitiba e eu de Floripa, para nos encontrarmos em Bombinhas, SC, onde vive atualmente Alair Machado, mãe da jovem Miri Aumann adotada por um casal israelense em 1986.

A viajem, cheia de contratempos, e o atraso de um dos ônibus nos fez perder o horário de almoço da ALAIR que estava no trabalho. Tivemos que esperá-la encerrar o expediente e só a tardinha então, pudemos finalmente trocar emoções. Tínhamos pouco tempo para conversar porque nosso ônibus de retorno  sairia em meia hora.

Levei algumas fotos da linda filha de Alair que mora em Israel, para esta mãe que
passou os últimos 26 anos imaginando como e onde estaria essa sua filha que só viu ao nascer. Saudades e esperança são sentimentos que sempre se misturam nesses casos e quando ela  olhou  a foto da filha, diz emocionada: " É a cara do irmão dela mais velho"  
Sim, de fato a Miriam, tem muitos traços da mãe mas agora precisamos da comprovação de um DNA para tirar qualquer dúvida.

Atualmente Alair é casada e trabalha em uma  das muitas pousadas  de Bombinhas. Ela tem outros três filhos que também residem em SC.

Hoje, a Mirian em Israel, vai receber as fotos que tiramos da Alair, sua mãe biológica e daqui para a frente, esperamos que a sociedade nos ajude a encontrar outras centenas de mães que também tiveram seus bebês sequestrados e esperam por esse momento mágico do reencontro.

Qualquer informação pode ser enviada para nosso email de contato.

Alair tem mais três filhos de outro casamento, irmãos que Miri, os quais ela quer muito conhecer.
O reencontro e abraços ainda vão ter que esperar um pouco, dependem de um exame DNA, que tem custos e infelizmente Alair não teria condições de pagar.

Breve teremos mais informações a respeito.





Por I.Amanda Boldeke
Janeiro 2012

Ver mais:
ONDE ESTÃO NOSSAS MÃES?


Se você souber de informações sobre as outras mães, entre em contato.

contato@desaparecidosdobrasil.org




Pesquisas em jornais antigos







 Em minhas pesquisa através de jornais datados da época de 1980,
encontrei o depoimento de Alair Machado (recorte de jornal ao lado) onde ela conta como sua filha foi retirada dela. 
Isso aconteceu logo após a a Polícia Federal ter preso um dos principais envolvidos no tráfico de crianças em SC.

Amanda  iab.








Mães Encontradas




Das mães já encontradas temos:

  • Dª Maria V.M de Joinville/SC - mãe de Doron Flamm- Israel
  • Dª Marivone (falecida) de Navegantes/SC, mãe de Ofri- Israel 
  • Dª Zuleide  de Joinville/SC, mãe de Yael - israel
  • Dª  Nilce Maria de Recife - mãe de Na'ama - Israel




Leia mais....

ASSUNTOS RELACIONADOS:     





► Tráfico Internacional no Rio Grande do Sul