ALERTA MUNDIAL - Influenza A/H1N1 (ou gripe suína) Acompanhe aqui

JUNHO 2010 - FIM DA PANDEMIA
 
Durante mais de um ano estivemos acompanhando a evolução
 
da gripe H1N1, alertando  e orientando a população.
 
Felizmente a doença foi controlada e com a vacinação em massa 
 
 ocorrida em 2010, ela foi totalmente controlada.
 
Agradecemos  todos que  nos ajudaram neste trabalho.
 
(iab)
 
 
 
 
AVISO IMPORTANTE: Setembro-09
 
Chegamos a cinco meses desde o aparecimento do vírus Influenza e dos primeiros casos da gripe A ocorridos  no México.
Durante estes meses todos, foram milhares de doentes e centenas de mortes ocorridas em função da contaminação pelo  vírus.    A  título de alerta  à população, acompanhei dia-a-dia  e postei aqui o crescimento  dessa pandemia que atingiu qse todos os cantos do nosso planeta.
 
Hoje, já não há mais razão para continuar com este trabalho porque nem mesmo as autoridades  da saude mundial conseguem  fazer isto.  Perdeu-se o controle sobre os números reais de doentes e mortos, por isso encerro aqui, quando vemos no início de Setembro o Brasil liderando o ranking com  qse 700 mortes confirmadas pelo vírus, das qse 4000 mortes a nível mundial.
 
Sabemos que estes números estão longe da realidade, porque  só uma parte é levada à  laboratório para análise, sendo que   grande parte não são  analisados e assim não entram nas estatísitcas.
 
Dizem que a doença está recuando, mas não se deve descuidar pois a cada dia ficamos sabendo de novos casos de contaminação e  óbitos, assim a recomendação é continuar com todos os cuidados possíveis, principalmente  os que fazem parte do grupo de maior risco; os doentes, as crianças, os idosos e as mulheres grávidas.
 
Agradeço à todos os amigos que me incentivaram e acompanharam neste trabalho. (iab)
 

 
 disque saúde 0800 61 1997
Ministério da Saude do Brasil
 
NÃO É RECOMENDADO que a população tome medicamentos por conta própria, pois a automedicação pode mascarar ou atenuar sintomas, além de provocar resistência ao medicamento específico para influenza. Se as pessoas sentirem alguns dos sintomas, devem procurar um serviço de saúde imediatamente. 

 
28/07/2009 -  a orientação agora para suspeitas de gripe, procurar imediatamente o seu médico ou o posto de saúde.  evite ir ao hospital para não  infectar outros doentes que lá se encontram 
    
Relatórios Oficiais  Atualizado (Notas À Imprensa MS -VEJA AQUI O AVANÇO DA DOENÇA NO BRASIL) 
 
 
 

Mapa - Em tempo real - Propagação da gripe no mundo.
Clique para ver
 
 
É uma doença respiratória aguda (gripe), causada pelo vírus A (H1N1). Este novo subtipo do vírus da influenza é transmitido de pessoa a pessoa principalmente por meio da tosse ou espirro e de contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas.
Pessoas com gripe devem utilizar as máscaras de proteção ou lenços para evitar a propagaçao do vírus. Lavar as mãos várias vezes ao dia com sabão ou álcool com gel.
 
Em regiões mais frias o Vírus Influenza permanece vivo por 72 horas em ambiente  livre. por ex. móveis, teclados, maçanetas, utencílios..etc.
 
 

 

 

 

 

1.     O que é Influenza A/H1N1 (ou gripe suína)?

É uma doença transmitida por um novo tipo de vírus da mesma família que

transmite a gripe. A partir de agora você vai ouvir na televisão, rádio e ler nos

jornais o nome Influenza A/H1N1 e não mais gripe suína.

 

2.     Como é transmitida a Influenza A/H1N1?

É transmitida de pessoa para pessoa especialmente através de tosse ou espirro. Algumas pessoas podem se infectar entrando em contato com objetos contaminados. Não há registro de transmissão do novo subtipo da Influenza A/H1N1 por meio da ingestão de carne de porco ou produtos derivados.

 

3.     Quais são os sintomas da Influenza A/H1N1?

São sintomas semelhantes aos da gripe: febre alta e tosse, mas em alguns casos também podem aparecer: dor de cabeça e no corpo, garganta inflamada, falta de ar, cansaço, diarréia e vômitos.

 

4.     Qualquer pessoa pode pegar a Influenza A/H1N1?

As pessoas que tiverem contato com alguém já contaminado pelo vírus H1N1, poderão contrair a doença também. Cuidados maiores devem ter as pessoas com doenças cmo Diabetes, hipertensão, aids, cancer, mulheres grávidas, crianças e idosos.

 

5.     O que eu devo fazer se tiver dúvida sobre ter contraído a Influenza

A/H1N1?

Se surgirem sintomas como febre alta (maior do que 38°C), tosse, dor de cabeça, dor no corpo, garganta inflamada, procure um serviço de saúde e

informe sobre sua viagem. O médico avaliará se você é um caso suspeito ou apenas um caso em que deve ser acompanhada a evolução dos sintomas.

 

6.     A Influenza A/H1N1 pode apresentar complicações?

Como qualquer gripe pode evoluir para sinusite ou até para um quadro com comprometimento pulmonar.

 

7.     Se eu pegar a doença, tem tratamento?

Sim, existe remédio por via oral que combate o vírus da Influenza A/H1N1.

Outras medidas como repouso, ingestão de líquidos e boa alimentação podem auxiliar na recuperação da sua saúde.

 

8.     Existe uma vacina?

Ainda não existe uma vacina contra a Influenza A/H1N1. Os grandes institutos de pesquisa do mundo já estão trabalhando na produção de uma vacina. Os

pesquisadores acreditam que será possível ter uma vacina para a Influenza A/H1N1 ainda em 2009.

 

9.     O que devo fazer para a prevenção da Influenza A/H1N1?

Para proteger as pessoas próximas, cubra sempre o nariz e a boca quando espirrar ou tossir. Lave as mãos frequentemente com água e sabão porque você pode ter tocado uma superfície que contenha saliva de uma pessoa

infectada e ao levar as mãos à boca ou olhos pode se infectar. Sempre que possível evite aglomerações ou locais pouco arejados. Mantenha uma boa alimentação e hábitos saudáveis.

 

 

 

Repasse estas informações para o maior número de pessoas possíveis.  A informação correta é a melhor forma de evitar a contaminação e consequentemente o alastramento da doença.

 

Nosso link para divulgação:

 

http://sites.google.com/a/desaparecidosdobrasil.org/desaparecidos-do-brasil/influenza-a-h1n1-ou-gripe-suina

 

 

 

25 Agosto 2009
Brasil é o segundo país com maior número de mortes
pelo H1N1, atrás apenas dos Estados Unidos. (25/08)
 
Mortes pela Gripe A H1N1 até 25/08/2009
São Paulo - 179
Paraná - 154
Rio Grande do Sul - 96
Rio de Janeiro  - 49
Santa Catarina - 12
Minas Gerais - 12
Paraíba - 2
Amazonas - 1
Bahia - 1
Distrito Federal - 1
Mato Grosso do Sul - 1
Para - 1
Rio Grande do Norte - 1
Roraima - 1
 
Total confirmados por exames no país-  Não entram na estatística casos que não foram confirmados por exames.
 
25/08/2009

Brasil pode alcançar EUA como país com mais mortes por gripe suína - Após quatro meses do início da pandemia o Brasil chega  perto do primeiro lugar em mortes pelo vírus no mundo...
 
Destaques - Leia mais.....
 
 
 
31/07/2009
>OMS diz que nova gripe aumenta risco de morte fetal e aborto ...
Genebra, 31 jul (EFE).- A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou hoje, citando um estudo americano, que a infecção do vírus da gripe suína aumenta o risco de morte fetal ou aborto espontâneo em mulheres grávidas. O estudo constatou que, ...
>
Comissão vai investigar morte de grávida por nova gripe
Josimara Azevedo morreu na quinta-feira (30), na Zona Oeste do Rio. Subiu para nove o número de mortos pela nova gripe no estado.
>
Grávida com nova gripe morre em Campinas e gêmeos sobrevivem
É a quarta morte de paciente com o vírus A (H1N1) na cidade paulista. Bebês..
 
29/07/2009
 
Grávidas contaminadas com a nova gripe H1N1 têm risco muito maior de desenvolverem sintomas graves e de morrerem, disseram pesquisadores ...
>Globo confirma que Sandra Annenberg está com gripe H1N1 - A Rede Globo confirmou que a jornalista Sandra Annenberg, apresentadora do noticiário Jornal Hoje, está mesmo com gripe H1N1 (suína). ...
 

 
28/06/2009
-O Ministério da Saúde confirmou hoje (28 de Junho de 2009) a primeira morte relacionada ao vírus Influenza A (H1N1) no país. Trata-se de uma pessoa adulta do Rio Grande do Sul,
-Com os novos casos de pessoas contaminadas, o total de doentes  confirmados no país chega a 627.  Leia mais.....
 
 
  

AEROPORTOS

Influenza A(H1N1)

em vários países, o Ministério da Saúde recomenda:

A ) Aos viajantes que se destinam aos países afetados:

• Em relação ao uso de máscaras cirúrgicas descartáveis, durante a permanência nos países afetados, seguir

rigorosamente as recomendações das autoridades sanitárias locais.

• Ao tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com um lenço, preferencialmente, descartável.

• Lavar as mãos frequentemente com água e sabão, especialmente, depois de tossir ou espirrar.

• Evitar locais com aglomeração de pessoas.

• Evitar o contato direto com pessoas doentes.

• Não compartilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal.

• Evitar tocar olhos, nariz ou boca.

• Em caso de adoecimento, procurar assistência médica e informar história de contato com doentes e roteiro de

viagens recentes a esses países.

• Não usar medicamentos sem orientação médica.

B ) Aos viajantes procedentes de países afetados:

Caso apresentem febre alta de maneira repentina (maior que 38ºC) e tosse acompanhadas ou não de dores de

cabeça, musculares, nas articulações ou dificuldade respiratória, em um período de até 10 dias após saírem dos

países afetados pela

Influenza A(H1N1), devem:

• Procurar assistência médica na unidade de saúde mais próxima e informar ao profissional de saúde o seu

roteiro de viagem.
 
 
Para informações adicionais sobre medidas preventivas estabelecidas pelas autoridades de saúde dos países afetados, acesse:
 

Organização Pan-americana de Saúde (em espanhol)

http://new.paho.org/hq/index.php?lang=es

Organização Mundial da Saúde (em inglês)

http://www.who.int/csr/disease/swineflu/en/index.html

fluenza a(H1n1)

The Influenza A(H1N1) is a respiratory disease and it is transmitted from person to person mainly through coughing,

sneezing or contact with the respiratory secretions of infected people. Due to the occurrence of cases of Influenza A(H1N1)

in other countries, the Ministry of Health of Brazil recommends:

A ) To passengers whose destinations are in affected areas:

• Use disposable surgical masks during your stay in the affected areas.

• Replace the masks whenever necessary.

• When coughing or sneezing, always cover the nose and mouth with a handkerchief, preferably disposable.

Avoid places with high concentrations of people.

• Avoid direct contact with sick persons.

• Do not share food, glasses, bath towels or any objects of personal use.

• Avoid touching the eyes, nose or mouth.

• If you become ill, seek medical assistance, report any contact with sick persons and inform the authorities

of your itinerary on recent trips to affected areas.

• Do not take medication without medical guidance.

B ) To passengers arriving from affected areas:

If you suddenly get high fever (above 100ºF) and cough, followed or not by headache, muscle and joint pain and breathing

difficulty, in a period within 10 days, after leaving the area affected by Influenza A(H1N1), you must:

• Seek medical assistance at your nearest Health Unit and report the itinerary of trip to a health professional.

Other Information:

Health information:

0800 61 1997 Ministry of Health of Brazil: www.saude.gov.br

A) A los pasajeros con destino a las áreas afectadas:

• Use máscaras quirúrgicas desechables durante toda la permanencia en áreas afectadas.

• Sustituya las máscaras siempre que sea necesario.

• Al toser o estornudar, cubra la nariz y la boca con un pañuelo, preferentemente desechable.

• Evite lugares con multitud de personas.

• Evite el contacto directo con personas enfermas.

• No comparta alimentos, vasos, toallas y objetos de uso personal.

• Evite tocar ojos, nariz o boca.

• En caso de enfermedad, busque asistencia médica e informe historia de contacto con enfermos e itinerario de viajes

recientes a esos países.

• No utilice medicamentos sin orientación médica.

B) A los pasajeros procedentes de áreas afectadas:

En caso de que presente fiebre alta de manera repentina (mayor de 38ºC) y tos, acompañadas o no de dolores de cabeza,

musculares y en las articulaciones y dificultad respiratoria, en un período de hasta 10 días después de haber estado en áreas

afectadas por el Influenza A(H1N1), usted debe:

• Buscar asistencia médica en la Unidad de Salud más cercana e informar su itinerario de viaje al profesional de salud.

Otras informaciones:

Llame Salud:

0800 61 1997 Ministerio de Salud de Brasil: www.saude.gov.br