Leia mais Artigos

Fale Conosco

Proprietários do site

  • Amanda IAB

ÚLTIMAS NOTÍCIAS





 RESUMO DE NOTÍCIAS -  Clique aqui...

Escândalo. A busca perdida por um desaparecido

postado em 22/04/2014 12:56 por Amanda IAB   [ 22/04/2014 13:06 atualizado‎(s)‎ ]

Ministério Público de SP quer saber: Porque pessoas identificadas foram enterradas como indigentes?

A direção do SVO (Serviço de Verificação de Óbitos da Capital de SP) afirma não ter equipe nem dados suficientes para procurar familiares de pessoas mortas cujos corpos chegam ao serviço.

O médico Carlos Augusto Pasqualucci, professor e membro da diretoria do SVO ( órgão ligado a Faculdade de Medicina da USP), admite que falta uma "estrutura central" para comparar os nomes que passam pelo SVO com os de desaparecidos. Os corpos são encaminhados pela Polícia Civil, por isso os distritos policiais é que devem ser primeiramente procurados por familiares de desaparecidos, diz ele.

NOTÍCIA CHOCANTE

Cláudio Rocha, teve o pai de 71 anos desaparecido em 2000 e passou os últimos 14 anos de sua vida procurando por ele em hospitais, delegacias de São Paulo, IMLs sem sucesso. Na última semana ele recebeu um telefonema inesperado, seu pai havia sido enterrado como indigente em março de 2000, quando faleceu após ser internado em um hospital portando todos os seus documentos de identificação. Foram quatorze anos de sofrimento e de esperança porque que eu acreditava encontrá-lo com vida, diz Claudio revoltado.

INVESTIGAÇÃO

O erro, ou descaso do poder público, foi descoberto pela promotora Eliana Vendramini, durante uma investigação pelo Ministério Público pelo paradeiro de pessoas desaparecidas em São Paulo.

O próprio sistema pode ter sido responsável pelo desaparecimento de milhares de pessoas no estado, conclui a promotora.

Isso se dá porque o prazo legal para a família reclamar um corpo no IML, é de 72 horas, mesmo o corpo tendo identificação, ele é encaminhado como indigente pra uma vala comum, sem que haja qualquer tentativa de se avisar a família.


A partir desta descoberta, o Ministério Público agora quer saber porque as famílias não foram informadas. Segundo a promotora, o Código Civil obriga o serviço a fazer essa comunicação, porque o corpo pertence à família.

O MP agora pretende cruzar os nomes dos cerca de 3000 ''indigentes identificados'', com a lista de desaparecidos de S.Paulo, de forma a localizar e avisar os familiares e assim diminuir o número na lista dos desaparecidos.

Ainda segundo o MP, a polícia é obrigada a registrar boletins de ocorrência das mortes antes de enviar os corpos para o SVO. Da mesma forma, a polícia registra o desaparecimento quando as famílias dão queixa numa delegacia. Se a polícia tivesse cumprido esta exigência da lei, cruzando as informações, muitas famílias não estariam em busca dos seus desaparecidos.

ESTADO PODERÁ SER PROCESSADO


Uma reunião prevista para esta terça-feira, 22, promovida pelo Ministério Público de SP, poderá definir uma ação contra o Estado pelo enterro de pessoas identificadas.




-
22/4/2014




DESAPARECIDOS DO BRASIL RECEBE HOMENAGEM EM SESSÃO SOLENE NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DE FLORIANÓPOLIS

postado em 18/03/2014 14:25 por Amanda IAB   [ 18/03/2014 15:01 atualizado‎(s)‎ ]

 

 
 

 

DESAPARECIDOS DO BRASIL RECEBE HOMENAGEM EM SESSÃO SOLENE NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DE FLORIANÓPOLIS.

 
 

 

Homenagem Assembléia Legislativa

A Assembleia Legislativa de Florianópolis realizou na noite desta segunda-feira (17) uma sessão  solene com o propósito de dar destaque à Campanha da Fraternidade de 2014 que aborda a temática do Tráfico de Pessoas onde estiveram presentes,  prestigiando o evento, diversas autoridades da Igreja, Deputados, Entidades e Grupos que trabalham com o tema. 

O deputado Padre Pedro Baldissera (PT), propositor da homenagem, disse que o tema deve repercutir na sociedade, devido à seriedade do problema. Por isso o envolvimento da Assembleia Legislativa. “Precisamos sensibilizar e engajar as pessoas 

 “É um evento que parece simples, mas é um grande apoio nesta causa”, disse o arcebispo metropolitano de Florianópolis Dom Wilson Tadeu.

“Fiquei feliz quando a CNBB escolheu este tema. Vamos sensibilizar a sociedade e abraçar esta causa que também foi pautada pela Assembleia Legislativa através da campanha dos desaparecidos”, disse  o presidente interino da Assembleia Legislativa, deputado Joares Ponticelli (PP)


 Agradecimento

Deixo aqui expresso o meu mais  profundo agradecimento  aos senhores deputados Padre Pedro Baldissera e  Joares Ponticelli por tão bela homenagem prestada a Desaparecidos do Brasil. 

Nada  disso seria possível se  Deus não colocasse ao meu lado pessoas maravilhosas que possibilitam a realização deste trabalho onde  um grupo muito grande de voluntários e amigos, espalhados pelo Brasil,  nos auxiliam nas  pesquisas, divulgação das fotos dos desaparecidos e outras tarefas. Agradeço as polícias, civil,  federal, rodoviária e militar que sempre colaboram no que é possível  e especialmente  os meus filhos que são meu alicerce  de todas as horas e compreendem minhas ausências no seio familiar em prol das famílias enlutadas pelo desaparecimento.

Estendo meu agradecimento  à duas pessoas  guerreiras e muito especiais, Lior Vilk e Sandra Chialastri,  que de certa forma abriram as portas para a questão do tráfico de bebês que marcou e ainda marca a história principalmente de  Santa Catarina e do Paraná,  do qual  tanto se fala atualmente.  Lior Vilk através de um apelo em 2009, nos mostrou esta realidade lá do outro lado do mundo para onde ele foi levado recém nascido e cresceu com  o sonho de desvendar os mistérios da sua história de nascença.  Em busca da sua mãe biológica Izabel Alves dos Santos, ele nos abriu uma porta por onde nos foi dado conhecer a existência de milhares de outros  jovens, espalhados pelos três continentes  em regiões da Alemanha, Itália, França, Israel, Estados Unidos etc.,   que acalentam o mesmo sonho que ele e  tiveram,  através desta porta,  a oportunidade de se manifestarem.  

Para muitos deles, fechamos o ciclo levando-os a conhecer  a mãe e família biológica.  Infelizmente a Izabel ainda não encontramos, embora tenhamos uma lista com três mil  nomes idênticos  ao dela espalhados pelo Brasil. Lior, lá de Israel, mesmo sentindo o coração entristecido por não realizar seu sonho, mas imbuído do grande amor que ele aprendeu com sua família adotiva,  continua sendo o elo entre nós e os adotados no exterior, que não só foram traficados mas também são órfãos no seu direito de  possuírem a identidade de cidadãos brasileiros que lhes foi roubada ao nascer. 

Hoje com a Graça de Deus, outros grupos, outras pessoas se agregaram a luta e é altamente gratificante ver a Igreja abordar este tema do Tráfico de Pessoas, onde a adoção internacional é apenas uma pequena fatia deste comércio hediondo de seres humanos que faz perto de um milhão de vítimas no mundo todos os anos, sendo 80% mulheres e crianças entre 11 e 26 anos vendidas e usadas para exploração do sexo, trabalho forçado em condições  análogas ao trabalho escravo, tráfico de órgãos e adoções ilegais. 

Muito obrigada à todos.

I.Amanda Boldeke

17/3/2014

 
   
 

 Assembléia Legislativa - SC

Campanha da Fraternidade Desaparecidos do Brasil

Deputado Joares Ponticelli, Deputado Padre Pedro Baldissera e Arcebispo Dom Wilson Tadeu Jönck



 
 

 

https://sites.google.com/a/desaparecidosdobrasil.org/desaparecidos-do-brasil/ltimas-notcias/_draft_post-5/homenagem..jpg

 
 

 

 


      Notícia relacionada -
      Campanha da Fraternidade de 2014 terá como tema o tráfico de pessoas

      Onde estão nossas Mães? 



 

Honra ao Mérito - especial

postado em 09/03/2014 14:02 por Amanda iab



Honra ao Mérito banner
 

Honra ao Mérito

 
 

 

 
 

O QUE É SER UM VOLUNTÁRIO

São pessoas que doam um pouco do seu tempo, trabalho e talento de forma espontânea e não remunerada. São agentes transformadores, conscientes que seu esforço pessoal promoverá um mundo melhor.

O voluntário sabe escutar e compreender; falar e debater; fazer e transformar. Em todas essas ações, a ética vem em primeiro lugar.

O voluntariado não prejudica seu trabalho dentro de uma empresa ou em sua atividade profissional  mas acrescenta experiência e vivência. Capacita a pessoa podendo torná-la  líder dentro de suas atribuições ou profissão. 

 Ele atua com responsabilidade, cumprindo os compromissos assumidos com a atividade voluntária e com sua profissão, agindo em conformidade com os  princípios da causa que defende.

O voluntário ganha muitas coisas em troca: contato humano, convivência com pessoas diferentes, oportunidades de viver outras situações, aprender coisas novas, satisfação de se sentir útil. Também tem oportunidade para fazer novos amigos, intercâmbio e aprendizado. Este sentimento de estar sendo útil a alguém reflete diretamente na sua vida pessoal e profissional, tornando- o uma pessoa mais social e feliz.

A Associação Desaparecidos do Brasil é uma entidade sem fins lucrativos que atua  na área social e humana. O trabalho é todo realizado por voluntários a partir de um computador, onde são realizadas pesquisas, buscas, cadastros e divulgação.

 

Envie-nos um e-mail, com o título Quero Ajudar, falando um pouco de você  e o que gostaria de fazer. 

 


 

 

 



WWW.DESAPARECIDOSDOBRASIL.ORG

 

Dia Internacional da Mulher e o Tráfico de Pessoas

postado em 09/03/2014 12:26 por Amanda IAB   [ 09/03/2014 19:48 atualizado‎(s)‎ ]





 

 
 
 


Dia Internacional da Mulher e o Tráfico de Pessoas

 
 


Neste 8 de Março quando se comemora o Dia Internacional da Mulher, nos vemos obrigados a refletir sobre o tema.

Mulheres são seres divinos, são DEUSAS da Vida e do Amor com um papel especial na existência terrena: Perpetuar a espécie humana! É ela quem dá vida ao homem, que o cria e educa, no entanto, ao longo dos séculos ela se vê continuamente desrespeitada no seu direito de  existir.

A violência e o preconceito as perseguem  através dos milênios em todos os âmbitos, físico, cultural ou religioso. Dentro e fora de casa. Segundo a ONU, uma em cada três mulheres sofrem, todos os dias, maus tratos em todo o mundo. Maus tratos são agressões que intimidam, que cerceiam, que escravizam, que sangram, que mutilam, que deformam e matam!

Na atualidade, as mulheres e meninas entre 10 e 25 anos são as principais e grandes vítimas do tráfico de pessoas. Aliciadas ou raptadas elas se veem  transportadas para lugares distantes onde, mantidas enclausuradas e dominadas são usadas para exploração sexual  e outras formas hediondas de escravatura moderna. Poucas escapam com vida!

Um crime desvairado que continua crescendo apesar dos  atuais direitos humanos das mulheres e das meninas serem inalienáveis e constituírem parte integral e indivisível dos direitos humanos universais.

O Brasil, apesar do seu compromisso junto a comunidade internacional de Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher, ratificada em 1995 e ter criado leis para este fim, não tem obtido sucesso. A  violência contra elas continua num crescente dizimando e mutilando milhares de mulheres e meninas todos os dias. 

A luta da mulher pelo RESPEITO E DIGNIDADE são milenares. Desprovida de força física, sem meios de defesa contra  tamanha violência ela resiste e  luta com as armas que dispõem: a inteligência e o amor. 

 Ser mulher é um desafio!  Uma luta constante contra uma sociedade machista e dominante  que a vê como um ser inferior. Ser Mulher é muito mais do que isso, é ser consciente da sua missão na Terra e seguir serenamente em busca do seu ideal sem perder a alegria de viver. Ser Mulher é redescobrir todos os dias a sua Deusa interior.


O Dia Internacional da Mulher existe para lembrar que a luta é contínua, que ela é diária, dentro e fora de casa. Que ela não deve parar  nunca!

Não aceite a submissão, diga NÃO a violência! DENUNCIE, lute pelos seu direito de Ser Humano e sobretudo de ser MULHER!

I.Amanda Boldeke 

08/3/2014 

 

FacebookTwitter


 



WWW.DESAPARECIDOSDOBRASIL.ORG


Alerta para fraude

postado em 22/02/2014 10:09 por Amanda IAB


ALERTA

Amigos e compartilhadores.

A Diretoria do DESAPARECIDOS DO BRASIL, vem a público para alertar o uso indevido do nome da associação, por pessoas que não fazem parte da ONG.  

 

No último dia 19/02/2014 , Amanda Boldeke, presidente da ONG DESAPARECIDOS DO BRASIL, registrou Boletim de Ocorrência na 3ª Delegacia de Polícia de Florianópolis contra "Paulo Figueiredo" por estar se fazendo passar indevidamente como  assistente social e diretor da Ong Desaparecidos do Brasil. De posse do falso email, desaparecidosdobrasil@outlook.com,  ele tem solicitado documentos pessoais e certidão de nascimento de crianças. O falso email foi recebido por várias entidades cadastradas junto a ONG e também em uma escola em São Paulo.

Sem saber das reais intenções do autor do falso email, alertamos para que não forneçam, em hipótese alguma, as informações das crianças a estranhos mal-intencionados.

A Associação Desaparecidos do Brasil tem registro no 1º Oficio de Registro Civil  Documentos e Pessoas Jurídicas em SC, o que  configura crime de falsidade ideológica com finalidades escusas o uso do seu nome por pessoas não autorizadas. 

 

Atenciosamente

Diretoria - Desaparecidos do Brasil

 

 


Frente Parlamentar RS envia 200 mil torpedos em defesa das pessoas desaparecidas

postado em 21/02/2014 04:12 por Amanda IAB   [ 21/02/2014 07:23 atualizado‎(s)‎ ]



Desaparecidos do Brasil

Frente Parlamentar envia 200 mil torpedos em defesa das pessoas desaparecidas

Ana Júlia Tiellet - MTE 12758 | PT - 19:28-19/02/2014

Nesta quinta-feira (20), 200 mil gaúchos receberão em seus celulares um convite para engajarem-se na defesa das pessoas desaparecidas. Resultado de uma parceria com a operadora Vivo, esta é mais uma ação da Frente Parlamentar em Defesa das Pessoas Desaparecidas da Assembleia Legislativa do RS.

"As tecnologias de comunicação e informação nos oferecem inúmeras possibilidades e devemos nos apropriar disso em prol de uma causa tão importante como esta", observa o deputado Aldacir Oliboni (PT), coordenador da Frente.

O torpedo será enviado para usuários da operadora Vivo, com telefones do código de área 51, nas cidades de Viamão, São Leopoldo e Canoas. A mensagem veiculada será: “Pessoas desaparecidas: não deixe este vazio. Vivo e Parlamento Gaúcho abraçam essa causa! Acesse www.frentepessoasdesaparecidas.com.br”. O endereço virtual é do site da Frente Parlamentar e reúne a legislação sobre o tema, cadastro de desaparecidos do Rio Grande do Sul, sites de instituições de segurança pública e de ONGs, informações sobre eventos e notícias.

A ação será ampliada para outras regiões do Estado, como observa o deputado. “A maioria dos desaparecimentos implica em mobilidade, as pessoas geralmente são localizadas em outras cidades, diferentes de seu domicílio. Formarmos uma rede é fundamental”, acrescenta o deputado.

A segunda leva de torpedos será destinada à usuários da Fronteira Oeste, código de área 55 (Uruguaiana, Santana do Livramento e Quaraí). De acordo com o deputado, estas são regiões onde há grande número de desaparecimento e propensão ao tráfico de pessoas.





© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A




NOTÍCIAS do enigmático caso dos irmãos surdos adotados nos EUA

  • Marciel (Marcelo) depõem na CPI - Fevereiro 2014 CPI do Tráfico de Pessoas deve pedir indiciamento de representantes de ONG18/Dez/2014As suspeitas do envolvimento da organização não governamental (ONG) Limiar com um esquema de intermediação ilegal de adoções levou a comissão parlamentar de inquérito (CPI) da Câmara dos Deputados que investiga o tráfico de pessoas a pedir o indiciamento de representantes da ONG.Hoje (18) os representantes da CPI ouviram o relato do brasileiro Marcel Lee Paul, adotado em 1989 por uma família dos Estados Unidos com a irmã, Raquel. Ambos têm deficiência auditiva e, por volta dos 9 anos, perderam-se dos pais na região de Jundiaí, em São Paulo.Lee Paul relatou que, após breve estada em um abrigo, ele e a irmã ...
    Postado em 21/02/2014 04:28 por Amanda IAB
  • Adoção dos irmãos pela Limiar será investigada pela CPI - Fevereiro 2014 CPI -  A Adoção realizada pela LIMIAR será investigada e Marcelo irá depor,  informa o  Dep. Francischini. Clique na imagem para ler o comentário. Voltar....
    Postado em 21/02/2014 04:32 por Amanda IAB
  • Maciel (Marcelo) chega ao Brasil - Janeiro 2014 O momento tão esperado!Marcelo ou  Maciel Paul chega ao Brasil. Ainda falta Raquel.Assista ao  reencontro  emocionante de Maciel (Marcelo) com sua família no Brasil.   http://player.r7.com/video/i/52ca09350cf2eea41dc49972?layout=wide252p'Voltar......
    Postado em 21/02/2014 05:51 por Amanda IAB
  • Marcelo ( Marcel) depoimento nos EUA - Novembro 2013 Hoje recebo esta notícia que me deixa extremamente felize torço agora para que os irmãos finalmente sejam repatriados, como é da vontade e direito deles e possam recomeçar uma nova vida junto à família biológica brasileira, a qual localizamos em agosto último.Em missão nos EUA, Presidente de CPI diz que é “revelador” depoimento de brasileiro traficadoEm missão nos EUA, Presidente de CPI diz que é “revelador” depoimento de brasileiro traficadoNew York – Deputados integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga o tráfico de pessoas da Câmara Federal estão nos Estados Unidos desde o início desta semana, onde cumprem agenda oficial, como reuniões com representantes do governo norte-americano e ONGs que fazem o enfrentamento ao tráfico ...
    Postado em 21/02/2014 07:14 por Amanda IAB
  • Caso dos irmãos Marcelo e Raquel é divulgado na Record - Outubro 2013  :: NOTA de esclarecimento sobre a matéria veiculada em 20/10 Domingo Espetacular:Quando os irmãos Marcelo e Raquel entraram em contato com Desaparecidos do Brasil, através de um amigo que conheceram na internet, Sergio Pires Lopes, também surdo e pediram nossa ajuda, não medimos esforços na busca pela família biológica da qual não sabiam sequer o nome e a única referência era cidade de Jundiaí ou Cajamar, conforme está descrito no histórico do caso.O e-mail enviado por Sérgio foi:: ****Eu, Sergio lopes desculpe um amigo meu surdo brasileiro que mora nos Estados Unidos .... nome dele é marcelo tava deseperado triste e quer eu ajudar pra ele ... ele e irma raquel tbm eles pediram pra mim eu avisar vcs ...
    Postado em 21/02/2014 07:16 por Amanda IAB
  • Enviamos o caso para conhecimento do Itamaraty e Consulados - Setembro 2013 STATUS - Set.2013Irmãos ainda aguardam meios de retornarem ao Brasil. Encaminhamos as denuncias  informadas pelos irmãos  aos órgãos federais, Itamaraty e Consulado Brasileiro e  responsáveis  pelas CPIs do tráfico de pessoas.Correspondência esta que se encontra em nossos arquivos para qualquer comprovação que se faça necessária.Voltar....
    Postado em 21/02/2014 07:17 por Amanda IAB
  • Encontrada a família de Marcelo (Maciel) e Raquel - Agosto 2103 COM GRANDE ALEGRIA INFORMAMOS QUE LOCALIZAMOS A FAMÍLIA BIOLÓGICA DOSIRMÃOS MARCELO E RAQUELCUJOS NOMES VERDADEIROS SÃO:JOSÉ MACIEL DA SILVAMARIA RAQUEL DA SILVAAtenção - Com a localização dos pais biológicos, soubemosde detalhes do desaparecimento dos irmãos em 1985que necessitam nova investigação para constatarmosse houve alguma situação irregular na adoção.A situação deles nos EUA também requer esclarecimentos,por isso, toda a história só poderá ser levada a conhecimento públicoem algumas semanas.Att. I.Amanda Boldeke.........   HISTÓRICO - Início:Marcelo e Raquel ambos são surdos precisam de ajuda.Esta é a história dos irmãos  Marcelo e Raquel. Não sabemos se  os nomes  são verdadeiros ou simplesmente  foram inventados na ocasião  em que foram recolhidos da ...
    Postado em 21/02/2014 07:18 por Amanda IAB
Exibindo postagens 1 - 7 de 7. Exibir mais »


Cadastro nacional ignora sumidos em Minas

postado em 08/01/2014 10:51 por Desaparecidos do Brasil   [ 08/01/2014 10:53 atualizado‎(s)‎ ]



Dos 610 desaparecimentos de menores no Estado em 2013, apenas cinco estão em lista nacional

Matéria relacionada: Estatística de Desaparecimentos em Minas

ALINE LOURENÇO

Todos os anos, várias famílias em Minas vivem o drama de ter crianças e adolescentes desaparecidos. Ainda assim, a ferramenta disponibilizada pelo Ministério da
Justiça e pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, que poderia ajudar a localizá-los, é subutilizada e ignora quase a totalidade dos mineiros que sumiram em 2013.

Em maio, O TEMPO mostrou que nenhuma criança ou adolescente desaparecido no Estado havia sido incluído no Cadastro Nacional de Crianças e Adolescentes Desaparecidos até então.

Passados oito meses, pouca coisa mudou. Segundo a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), 1.588 casos de desaparecimento foram registrados no Estado entre janeiro e agosto do ano passado, incluindo 610 menores de idade – os dados mais atualizados, até dezembro, não foram informados. Até a última sexta-feira, apenas cinco menores desaparecidos em 2013 tinham sido incluídos no cadastro nacional, criado em março.

Entre eles está a menina Emilly Ferrari, 8, que foi vista pela última vez, em maio, na porta de casa em Rio Pardo de Minas, no Norte do Estado. Os dados sobre a criança foram incluídos pela Delegacia Especializada em Localização de Pessoas Desaparecidas da capital, que assumiu o caso em julho passado – dois meses após o desaparecimento de Emilly. A informação no cadastro, porém, poderia ter sido disponibilizada antes se a família da garota tivesse sido informada sobre a existência do banco de dados. “Se eu, que passo por situação de desaparecimento dentro da minha família, nunca ouvi falar do cadastro, imagina quem está ‘de fora’? Não adianta divulgar só na internet, que nem todas as famílias têm acesso”, reclama a mãe de Emilly, a professora Tatiany Ferrari, 30.

Para a presidente da Associação Brasileira de Busca e Defesa a Crianças Desaparecidas, Ivanise Esperidião, o cadastro nacional não representou avanço. “Enquanto ele for aberto ao público e ficar por conta das famílias preencherem os dados, continuará defasado, pois poucas são informadas sobre o cadastro. O ideal seria que o delegado responsável registrasse a queixa no momento em que é feito o boletim de ocorrência”, avalia.

Quando O TEMPO mostrou a defasagem do cadastro, o delegado Dagoberto Batista, da Divisão de Referência da Pessoa Desaparecida, alegou que todos os dados de Minas haviam sido enviados. Ele garantiu ainda que todas as informações de desaparecidos seriam reenviadas. A reportagem procurou a assessoria da Polícia Civil, mas o órgão informou que só seria possível disponibilizar uma fo

nte para falar sobre o assunto hoje.

Fonte: O Tempo

Desaparecimentos triplicam em Minas Gerais - são 19 mil casos em 2013

postado em 18/12/2013 03:13 por Amanda IAB   [ 18/12/2013 04:49 atualizado‎(s)‎ ]


Balanço de 2013 - Pessoas Desaparecidas no estado de Minas Gerais 

 Janeiro a  2 de Dezembro

  • Total de casos registrados no Estado - 18.834 - Localizadas: 16.036
  • AINDA DESAPARECIDAS - 2.798

  • Casos registrados na Capital - 11.807 - Localizadas: 10.473
  • AINDA DESAPARECIDAS - 1.334

  • Crianças de 0 a 11 anos  desaparecidas na capital - 756 - Localizadas: 722
  • AINDA DESAPARECIDAS - 34

  • Mulheres entre 18 e 59  são as que mais desapareceram:
  • Na Capital: 3.331 
  • No Estado:  7. 606 
Dados fornecidos pela Divisão de Referência da Pessoa Desaparecida BH



---------



https://sites.google.com/a/desaparecidosdobrasil.org/desaparecidos-do-brasil/ltimas-notcias/_draft_post-4/emilly.jpg

O caso da Emely Ketlem Ferrari Campos   ganhou destaque nacional
e empresário oferece recompensa para quem encontrá-la
Veja mais..







Bahia possui 52 municípios na rota do tráfico de pessoas

postado em 12/12/2013 12:52 por Amanda iab   [ 12/12/2013 12:53 atualizado‎(s)‎ ]



“Muitas pessoas traficadas tem vontade de denunciar, mas não faz por medo”

A constatação é da presidente da CPI que investiga o tráfico de pessoas da Assembleia Legislativa, deputada Luiza Maia (PT). Nesta quinta-feira, 12 de dezembro, a Comissão realizará uma audiência pública que pretende traçar ações de combate aos crimes deste gênero no estado. O evento deverá reunir prefeitos dos 417 municípios da Bahia.

“Precisamos criar um sistema de proteção às vítimas e políticas públicas de incentivo a denúncia”, defendeu Maia. 

De acordo com estudo feito pelo escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crimes (UNDOC), mostra que o tráfico de pessoas movimenta U$ 9 bilhões de dólares, perdendo em lucratividade apenas para o tráfico de drogas e armas.



Há na Bahia, segundo o levantamento, uma rota sombria com 52 municípios onde acontece a exploração sexual para fins de prostituição ou o tráfico de seres humanos. Alagoinhas, Barreiras, Boa Nova, Buerarema, Cafarnaum, Camaçari, Canavieiras, Capim Grosso, Catu, Conceição do Coite, Conde, Entre Rios, Eunápolis, Feira de Santana, Filadélfia, Ilhéus, Irará, Itabela, Itaberaba, Itabuna, Itaité, Itamaraju, Itapetinga, Itororó, Jequié, Juazeiro, Lauro de Freitas, Luis Eduardo Magalhães, Manuel Vitorino, Monte Santo, Mucurí, Mutuipe, Nova Fátima, Nova Soure, Olindina, Paulo Afonso, Ponto Novo, Porto Seguro, Prado, Presidente Jânio Quadros, Queimadas, Riachão do Jacuípe, Salvador, Santa Maria da Vitória, Santo Amaro, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Tapiramutá, Teixeira de Freitas, Ubaitaba, Valente, e Vitória da Conquista.

“A Bahia é o terceiro Estado com maior número de mulheres traficadas e a intenção não é só fazer esse encontro com os prefeitos, mas sim realizar uma série de reuniões para mapear as áreas de risco. Queremos também alertar as autoridades sobre as adoções ilegais que estão ocorrendo em vários mun
icípios”, destacou a deputada L
uiza Maia.

Deputada Luiza Maia (PT), presidente da CPI que investiga o tráfico de pessoas da Assembleia Legislativa


--


Modificação no Código Penal para crimes do tráfico de pessoas

postado em 12/11/2013 03:17 por Amanda iab   [ atualizado em 21/02/2014 04:21 por Amanda IAB ]


CPI amplia caracterização e punições dos crimes de tráfico de pessoas

Modificações se darão principalmente no Código Penal e vão incluir o tráfico para trabalhos forçados, a guarda de crianças e adolescentes e a remoção de órgãos.

Viola Junior / Câmara dos Deputados
Apreciação do Relatório Parcial apresentado pela (foto) dep. Flávia Morais (PDT-GO)
Flávia Morais, relatora diz: empresa que
contratar atleta ou modelo será
responsável pela volta do contratado ao
Brasil.

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Tráfico de Pessoas, da Câmara dos Deputados, aprovou nesta terça-feira relatório parcial que sugere modificações em sete leis vigentes, principalmente no Código Penal (Decreto-Lei2.848/40). 


A ideia principal é aperfeiçoar a tipificação penal, hoje restrita ao trânsito de pessoas - no País ou para o exterior - com o objetivo da exploração sexual. Foram incluídos o tráfico para trabalhos forçados, guarda de crianças e adolescentes e remoção de órgãos. A pena será de 5 a 8 anos de reclusão para quem transportar, recrutar ou acolher pessoas nessas situações.

Para ser caracterizado como tráfico, não é preciso que esse trânsito ocorra apenas por causa de uma ameaça ou violência. Também será levada em conta a situação de vulnerabilidade da pessoa ao consentir em ser levada e as promessas feitas a ela.

Trabalho escravo

No caso do trabalho análogo ao escravo, os deputados querem mudar o Código Penal para que a pena de reclusão aumente de no mínimo 2 para 4 anos, sendo que a pena máxima permaneceria em 8 anos.

Também ficou especificado que esse trabalho não se dá apenas quando existem condições degradantes e jornada exaustiva. O trabalhador ainda pode estar sendo forçado a contrair dívidas com o empregador ou sendo impedido de rescindir o seu contrato de trabalho.

Agenciamento de modelos

A relatora, deputada Flávia Morais (PDT-GO), explicou que uma parte do texto busca restringir o agenciamento de modelos, atletas e artistas por pessoas físicas.

"Essa empresa [que contratar] será responsável pelo retorno desse atleta, dessa modelo, se eles não conseguirem sucesso profissional no exterior”, explicou a parlamentar. “Muitas vezes eles vão, contraem dívidas, despesas da viagem e, quando não têm sucesso, acabam se tornando vítimas do tráfico, sendo explorados, conduzidos à exploração sexual, para conseguir quitar as dívidas e retornar para o Brasil."

Vários artigos do projeto de lei proposto buscam agravar a pena quando o crime for cometido por servidor público que teria o dever de fiscalizar a situação ou quando a vítima for criança ou adolescente.

Adoção

A proposta ainda veda qualquer forma de intermediação por pessoa física nos processos de adoção internacional. O adotante residente em outro país terá que conviver com a criança no Brasil durante 45 dias antes da conclusão do processo. O período atual é de 30 dias.

Para facilitar a investigação criminal do tráfico de pessoas, foi fixado um prazo de 24 horas para as respostas às requisições feitas por delegados de polícia encarregados da apuração. Empresas de transporte e concessionárias de telefonia terão que guardar informações por cinco anos, e os provedores de internet, por um ano.

Um dos artigos da proposta prevê prisão para quem realizar modificações corporais sem o consentimento da vítima ou quando o profissional não for habilitado para o procedimento.

Relatório final

O relatório final da CPI, ainda em elaboração, deverá trazer análises de mais de 30 casos de tráfico acompanhados pela comissão, além de sugestões de procedimentos que a CPI fará a diversas instâncias do Poder Público.

Reportagem – Sílvia Mugnatto
Edição – Newton Araújo

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'


1-10 of 87

Comments