CPI discute caso do rapto de Sergio Leonardo

postado em 27 de ago de 2013 15:12 por DESAPARECIDOS DO BRASIL   [ 27 de ago de 2013 15:15 atualizado‎(s)‎ ]
"A mãe de Sérgio Leonardo conseguiu muitas provas, 
mas não conseguiu reencontrar o filho nem ter o caso 
esclarecido pelas autoridades policiais e judiciais. 
O processo investigatório, por incrível que pareça, foi arquivado"


Procuro Sergio Leonardo, meu filho raptadoLeia a história


A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Tráfico de Pessoas no Brasil promove audiência pública hoje para debater o desaparecimento de Sérgio Leonardo Mateus Cardoso, raptado na porta da casa dos avós, quando tinha um ano e nove meses de idade. O caso ocorreu em 1987, em Porto Nacional (TO).

Além da mãe de Sérgio Leonardo, Zulmira Gonzaga Cardoso, foi convidado para a audiência o assessor do Departamento de Polícia da Criança e Adolescente de Pernambuco, delegado Ademir Soares de Oliveira. "A mãe de Sérgio Leonardo conseguiu muitas provas, mas não conseguiu reencontrar o filho nem ter o caso esclarecido pelas autoridades policiais e judiciais. O processo investigatório, por incrível que pareça, foi arquivado", disse a deputada Professora Dorinha Seabra Resende (DEM-TO), que sugeriu o debate.

A parlamentar afirmou que a história de Zulmira e de seu filho mostra o descaso das autoridades. “Esse caso mostra a negligência, ausência, e mais que isso, a cumplicidade das autoridades que deveriam resguardar o cidadão. Há dados concretos de conselhos tutelares que mostram negligência nesse aspecto”, disse.

A audiência será realizada a partir das 10 horas, no Plenário 11.
Após o debate, a CPI deverá tomar depoimentos dos delegados Edison de Souza Parente, Marcos Molitor e Edson Asevedo Soares, e do advogado Germiro Moretti. Um dos assuntos em pauta são denúncias de tráfico de crianças na cidade de Cuiabá (MT).


27/8/2013

Comments