Dia Internacional da Mulher e o Tráfico de Pessoas

postado em 9 de mar de 2014 12:26 por DESAPARECIDOS DO BRASIL   [ 9 de mar de 2014 19:48 atualizado‎(s)‎ ]




 

 
 
 


Dia Internacional da Mulher e o Tráfico de Pessoas

 
 


Neste 8 de Março quando se comemora o Dia Internacional da Mulher, nos vemos obrigados a refletir sobre o tema.

Mulheres são seres divinos, são DEUSAS da Vida e do Amor com um papel especial na existência terrena: Perpetuar a espécie humana! É ela quem dá vida ao homem, que o cria e educa, no entanto, ao longo dos séculos ela se vê continuamente desrespeitada no seu direito de  existir.

A violência e o preconceito as perseguem  através dos milênios em todos os âmbitos, físico, cultural ou religioso. Dentro e fora de casa. Segundo a ONU, uma em cada três mulheres sofrem, todos os dias, maus tratos em todo o mundo. Maus tratos são agressões que intimidam, que cerceiam, que escravizam, que sangram, que mutilam, que deformam e matam!

Na atualidade, as mulheres e meninas entre 10 e 25 anos são as principais e grandes vítimas do tráfico de pessoas. Aliciadas ou raptadas elas se veem  transportadas para lugares distantes onde, mantidas enclausuradas e dominadas são usadas para exploração sexual  e outras formas hediondas de escravatura moderna. Poucas escapam com vida!

Um crime desvairado que continua crescendo apesar dos  atuais direitos humanos das mulheres e das meninas serem inalienáveis e constituírem parte integral e indivisível dos direitos humanos universais.

O Brasil, apesar do seu compromisso junto a comunidade internacional de Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher, ratificada em 1995 e ter criado leis para este fim, não tem obtido sucesso. A  violência contra elas continua num crescente dizimando e mutilando milhares de mulheres e meninas todos os dias. 

A luta da mulher pelo RESPEITO E DIGNIDADE são milenares. Desprovida de força física, sem meios de defesa contra  tamanha violência ela resiste e  luta com as armas que dispõem: a inteligência e o amor. 

 Ser mulher é um desafio!  Uma luta constante contra uma sociedade machista e dominante  que a vê como um ser inferior. Ser Mulher é muito mais do que isso, é ser consciente da sua missão na Terra e seguir serenamente em busca do seu ideal sem perder a alegria de viver. Ser Mulher é redescobrir todos os dias a sua Deusa interior.


O Dia Internacional da Mulher existe para lembrar que a luta é contínua, que ela é diária, dentro e fora de casa. Que ela não deve parar  nunca!

Não aceite a submissão, diga NÃO a violência! DENUNCIE, lute pelos seu direito de Ser Humano e sobretudo de ser MULHER!

I.Amanda Boldeke 

08/3/2014 

 

FacebookTwitter


 



WWW.DESAPARECIDOSDOBRASIL.ORG


Comments