Salvador ganha a primeira Delegacia de Desaparecidos

postado em 1 de mar de 2012 10:56 por Amanda iab


 A Polícia Civil da Bahia inaugura nesta quinta-feira (1º), em Salvador, a Delegacia de Proteção à Pessoa (DPP), que vai concentrar todas as investigações envolvendo pessoas desaparecidas na capital baiana. A atribuição era, até então, acumulada pela Coordenação de Polícia Interestadual (Polinter), que ficará livre desta responsabilidade. A DPP ficará instalada no quarto andar do edifício-sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na Rua das Hortênsias, n° 247, no bairro da Pituba. O telefone para contactar a delegacia é o (71) 3116-0000.

A titular da DPP será a delegada Juceli Rodrigues, que está desde 1995 no quadro da Polícia Civil. Pós-graduada em Direito Penal e Processual pela Universidade Gama Filho, do Rio de Janeiro, ela já passou por diversas delegacias do Estado, entre elas a de Candeias e Lauro de Freitas. Segundo ela, a delegacia atuará exclusivamente em Salvador, recebendo e investigando denúncias sobre desaparecidos, mas a unidade também vai apoiar na investigação de casos ocorridos na Região Metropolitana ou interior da Bahia. Estes deverão ser registrados nas delegacias locais.

“Nós estaremos presentes naqueles casos que forem informados à DPP, investigando se a pessoa desaparecida em alguma cidade do interior veio para a Capital”, ressalta Juceli. Ela destacou ainda, que não é necessário aguardar 24 horas para informar à polícia sobre um desaparecimento.

Ao comparecer à delegacia para registrar uma queixa é importante levar uma foto recente da pessoa procurada e também um documento de identificação. Casos envolvendo crianças e adolescentes devem ser comunicados à polícia o quanto antes, já que, segundo a delegada, "as primeiras horas são cruciais para a elucidação de um desparecimento”.

ESTATÍSTICAS - Segundo a Polinter, em 2011 houve registro de 750 casos de desaparecimentos na Bahia e 86% foram solucionados. Apenas em janeiro deste ano, em Salvadora, houve 30 ocorrências deste tipo, das quais 28 foram elucidadas.

 

Com informações da Polícia Civil da Bahia

Fonte: NE10


Comments